Como comprar um imóvel usando Carta de Crédito

O que é uma Carta de Crédito

Saiba como usar a sua carta de crédito
Saiba como usar a sua carta de crédito

É um documento utilizado por consumidores que desejam comprar algum bem. O instrumento não se restringe apenas aos negócios imobiliários.

No Brasil, este mecanismo financeiro é utilizado, por exemplo, no mercado de consórcio. Neste caso, o cliente contemplado recebe uma carta no valor do bem e vai adquiri-lo por conta própria. [Ler mais …]

Decoração de primavera: como deixar a casa com a cara da estação Fonte

Primavera remete a um clima leve, romântico e alegre. Arquiteta dá dicas decoração para levar essa atmosfera para sua casa

Bem-vindo à primavera! A estação tem um clima alegre, romântico e muito leve. E você pode levar essa atmosfera para a decoração de sua casa com flores, mas também há outras diversas opções para seu ambiente.

primavera-1

Segundo a arquiteta Elaine Fonseca, a primavera pede tons pastéis e suaves e o rosa quartz e o azul serenity são as cores dessa estação. “Ambas remetem a paz e a tranquilidade, diminuindo o estresse e trazendo um ar retrô, tão em moda atualmente”, afirma. “Mas outras cores também podem ser adicionadas, quebrando um pouco essa calma e trazendo a alegria. Aposte no peach echo e o buttercup, que seriam o laranja e o amarelo em tons suaves, e por último um toque da cor marsala”, completa a profissional.

[Ler mais …]

Caixa vai financiar compra de imóveis de até R$ 3 milhões

São Paulo – A Caixa Econômica Federal vai elevar o teto do valor de imóveis financiáveis pelo banco, o percentual de financiamento para imóveis de valores maiores e facilitar condições para construtoras, num esforço para acelerar os desembolsos no segundo semestre, disse um executivo do banco.

Uma das principais medidas do pacote, previsto para ser anunciado na próxima segunda-feira, é dobrar para 3 milhões de reais o valor máximo dos imóveis que podem ser financiados pelo banco, de acordo com o vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson Antonio de Souza.

Além disso, segundo ele, a Caixa elevará a cota de financiamento no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), usado para imóveis de valor superior a 750 mil reais, de 70 para 80 por cento nos imóveis novos, e de 60 para 70 por cento no caso de usados.

O banco também está reabrindo e expandindo uma linha que permite a transferência de financiamento imobiliário que tenha sido contratado com outros bancos.

Com isso, mutuários poderão transferir para a Caixa até 70 por cento do empréstimo que tenha tomado com outras instituições financeiras. O limite hoje é de 50 por cento.

Outras medidas para pessoas físicas incluem elevar o nível de aprovação das propostas pelo banco, hoje em torno de 80 por cento, além de uma intensa campanha de divulgação.

“No segundo semestre temos que fazer muito mais”, disse Souza em entrevista à Reuters.

No ano até junho, a Caixa, maior financiador imobiliário do país, concedeu menos de 39 bilhões de reais, de um orçamento para o ano hoje em cerca de 93 bilhões de reais.

O esforço para fazer o setor, um dos que mais refletem a forte recessão no país, voltar a ganhar tração inclui também flexibilização de parâmetros para concessão de recursos às construtoras.

Uma das iniciativas nesse sentido é a reabertura do chamado Plano Empresário (PEC), mecanismo simplificado de financiamento que tinha sido suspenso por causa do aumento da inadimplência e do grande volume de renegociações.

Além de ser reaberta, a linha terá o prazo de amortização estendido de 6 para 12 meses, com carência de 6 meses.

CAIXA

[Ler mais …]

BB libera R$ 2,5 bi para casa própria; linha financia até 90% do imóvel

Oportunidade para adquirir seu imóvel
Oportunidade para adquirir seu imóvel

O Banco do Brasil informou, nesta terça-feira (26), que foram liberados mais R$ 2,5 bilhões para uma linha de financiamento da casa própria chamada de Pró-cotista.

Essa linha de financiamento é voltada para famílias com renda acima dos limites do programa Minha Casa, Minha Vida e oferece um dos juros mais baixos do mercado.

Veja as condições:

  • valor máximo dos imóveis é de até R$ 750 mil (em MG, SP, RJ e DF) ou até R$ 650 mil (demais Estados).
  • É possível financiar até 90% do valor do imóvel, que pode ser novo ou usado.
  • prazo máximo de financiamento é de 30 anos.
  • As taxas de juros são de até 9% ao ano.

Para contratar, é preciso:

  • ter conta ativa no FGTS e mínimo de 36 contribuições ao fundo, seguidas ou não;
  • se não tiver conta ativa no FGTS, é preciso que seu saldo total no fundo seja igual ou maior que 10% do valor do imóvel ou da escritura, o que for maior.

A linha de crédito FGTS Pró-Cotista usa recursos do Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Ela costumava ter um volume pequeno de operações, mas ganhou relevância a partir do ano passado, quando o Conselho Curador do FGTS liberou R$ 5,7 bilhões para financiar a compra de imóveis.

[Ler mais …]

É um bom momento para comprar imóveis?

Sem Crise Agora é o momento para Comprar Imóveis

 

Um dos principais receios para se investir em imóveis está em relação a uma possível crise no mercado como um todo, principalmente se isso ocasionar desvalorização na propriedade adquirida. Assim surge a dúvida: devo ou não comprar um imóvel?

Antes de tudo, obviamente que o interessado deve verificar suas condições financeiras e fazer alguns questionamentos: “Tenho alguma reserva para dar um sinal ou valor suficiente para pagar o imóvel à vista? Se for fazer um financiamento imobiliário as prestações irão me privar de algumas realizações por longo prazo? Qual o objetivo da compra de um imóvel nesse momento? Várias indagações podem surgir.

Vamos supor que a analise de riscos foi prevista e você se sente pronto para fazer investimento em imóveis. Mas o maior problema é: e a crise?

É importante salientar que, de tempos em tempos, teremos a preocupação se haverá ou não uma crise, seja interna ou externa. Porém, imóvel é algo palpável, físico, e nos traz certa sensação de segurança. Mas o que seria essa tal crise? O imóvel passar a valer a metade do que você pagou? Realmente isso não soa bem aos nossos ouvidos.

Não creio que isso possa ocorrer. Porém, de forma a prever essa desastrosa hipótese, devemos nos perguntar: por quanto tempo durará essa crise, 5, 10 anos?

Procure um Corretor Credenciado para tirar todas as dúvidas
Procure um Corretor Credenciado para tirar todas as dúvidas

Faço uma pergunta a você: Você faria um investimento em que, num prazo de 5 anos, o bem adquirido estaria valendo a metade do que você pagou? Prontamente você pode responder: claro que não! No entanto, muitos de nós fazemos esse tipo de investimento e na maioria das vezes o prejuízo é ainda maior quando o bem é financiado. Não se assuste, mas é a realidade de quem compra um veículo automotor. Ao comprar um carro novo que custa uns R$50 mil, após 5 anos, esse bem estará valendo aproximadamente R$25 mil.

[Ler mais …]

Brasileiros acreditam que os preços de imóveis devem cair nos próximos 12 meses, diz FipeZAP

Brasileiros acreditam que os preços de imóveis devem cair nos próximos 12 meses, diz FipeZAP.

O Raio-X FipeZAP do 2º trimestre deste ano aponta que 58% dos brasileiros que pretendem comprar imóveis nos próximos três meses acreditam que as casas e apartamentos vão ficar mais baratos dentro de um ano. São praticamente seis em cada dez brasileiros que creem na queda dos preços no intervalo de um ano.

O Raio-X FipeZAP do 2º trimestre deste ano aponta que 58% dos brasileiros que pretendem comprar imóveis nos próximos três meses acreditam que as casas e apartamentos vão ficar mais baratos dentro de um ano.

documentos
É uma boa hora para pedir um bom desconto.

São praticamente seis em cada dez brasileiros que creem na queda dos preços no intervalo de um ano. Por outro lado, 16% acreditam que os imóveis vão ficar mais caros dentro de um ano e 26% consideram que as moradias ficarão com o mesmo preço que estão no mesmo período. A pesquisa ouviu 1.871 pessoas entre os dias 6 e 27 de julho. [Ler mais …]