Municípios turísticos brasileiros são agrupados em cinco categorias

Mapa Categorizacao
Mapa Categorizacao

A proposta de reuni-los em categorias facilita a criação de políticas públicas e acrescenta critérios objetivos para investir no setor

O Ministério do Turismo (MTur) adotou uma nova metodologia para categorizar os municípios brasileiros. A partir de quatro variáveis de desempenho econômico: número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem, estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais, os 3.345 municípios do Mapa do Turismo Brasileiro foram agrupados em cinco categorias, de A até E.

A categorização, como é chamada, atende à necessidade do MTur de aprimorar os critérios para definir políticas públicas para o setor e criar um instrumento capaz de subsidiar, de forma objetiva, a tomada de decisões de acordo com o desempenho da economia do turismo de cada localidade.

“A ferramenta oferece elementos para aprimorar a gestão do turismo; ajuda a otimizar a distribuição de recursos e promover o desenvolvimento do setor. A intenção não é hierarquizar os municípios, mas sim agrupá-los de forma que possamos traçar parâmetros para atendimento a diferentes necessidades”, disse o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves. A categorização contempla as 303 regiões turísticas inseridas no Mapa do Turismo Brasileiro. [Ler mais …]

CAIXA ANUNCIA LINHA PARA FINANCIAMENTO DE ATÉ 85% DO IMÓVEL COM TAXAS DE 7,85% A.A

Linha de crédito é para imóveis avaliados em até R$ 400 mil.Taxas de juros efetivas variam entre 7,85% a.a e 8,85% a.a.

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta sexta-feira (24) que disponibilizou R$ 4 bilhões para a linha de crédito imobiliário pró-cotista – voltada para quem tem conta ativa no FGTS e pelo menos 36 contribuições – que permite financiar até 85% do valor de imóveis de até R$ 400 mil, pelo prazo máximo de 360 meses. As taxas de juros efetivas variam entre 7,85% e 8,85% ao ano.

A nova linha pode representar um novo estímulo ao mercado de crédito, que passou a ficar mais restrito após a Caixa ter reduzido em maio de 80% para 50% o teto dos financiamentos para imóveis usados avaliados em até R$ 750 mil.

O sonho da casa própria realizado!
O sonho da casa própria realizado!

Nesta semana, o Banco do Brasil anunciou que irá financiar até 90% do valor da casa própria na sua linha de financiamento pró-cotista. Apesar de fixar um teto maior que o da Caixa, a taxa de juros cobrada pelo banco é de 9% ao ano. A estimativa do BB e disponibilizar cerca de R$ 1 bilhão para novas operações.

Na linha pró-cotista os juros são mais baixos do que os cobrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), com recursos da poupança. Por outro lado, o valor dos imóveis está limitado a 400 mil, tanto novos como usados.

Segundo a Caixa, desde o início do ano, foram contratados R$ 1,35 bilhão em financiamentos dentro da linha pró-cotista. Ainda de acordo com o banco, as condições para contratos nesta modalidade não sofreram alterações.

Regras de participação [Ler mais …]

Mercado imobiliário está de olho no público jovem

De acordo com as construtoras, os jovens procuram apartamentos pequenos que facilitam a organização e limpeza

Os jovens são hoje o principal foco das construtoras. Os compradores com idade entre 25 e 35 anos representam atualmente até 30% dos clientes de imóveis na planta e até 80% dos que procuram imobiliárias, segundo a publicação do Diário Digital.

Jovens estão com renda própria e querem mais independência
Jovens estão com renda própria e querem mais independência.

Considerado um público exigente, os compradores mais jovens estão mudando a rota de investimentos das empresas. Pensando neles, o mercado de imóveis tem investido em produtos e preços atrativos. “Hoje os jovens estão com renda própria e querem mais independência”, constata Valéria Gabas, gerente regional da incorporadora Vanguard.

De acordo com ela, os jovens procuram apartamentos pequenos que facilitam a organização e limpeza. Muitos também prezam por empreendimentos com área de lazer e que estejam em boa localização, próximos a supermercados por exemplo.

Na opinião de Valéria, a melhora da renda e a facilitação do acesso ao crédito imobiliário refletiram no aumento de jovens compradores. “Antes era difícil comprar um imóvel, tinha que poupar bastante para dar uma entrada porque as taxas eram altas. Hoje, com a redução dos riscos para os bancos, é possível financiar com uma pequena reserva”, compara.

Os consumidores com idade até 35 anos já são mais da metade dos mutuários da Caixa Econômica Federal que compram imóvel financiado no País. Segundo o banco, eles representaram no ano passado 57% de toda a carteira de habitação.

O presidente do Sindicato de Corretores de imóveis, James Antonio Gomes, ressalta que, hoje, 80% dos clientes que procuram imóveis para comprar têm entre 20 e 35 anos. Dos 21 imóveis vendidos por James em um empreendimento recente da Capital, 17 são de compradores jovens. Conforme ele, as construtoras devem estar cada vez mais atentas já que clientes mais jovens costumam ser mais exigentes. “É bom prestar atenção porque esse público procura mais além do preço, ele quer principalmente qualidade”.

O ZAP é uma ferramenta ao corretor de imóveis. As matérias diárias e têm o foco de ajudar o corretor sempre atualizados sobre o mercado em que ele atua, dando sempre toques e trazendo o que o de mais novo visando um destaque de vendas e o contato  próximo com os clientes.

É possível transferir o financiamento imobiliário para outra pessoa veja

É possível transferir o financiamento imobiliário para outra pessoa

Os contratos de financiamento imobiliário existentes no mercado costumam prever a possibilidade de transferência para outra pessoa. Dessa forma, caso não haja impedimento contratual expresso, é possível passar esse compromisso para as mãos de outro indivíduo.

Confirme se a pessoa que assumirá este novo financiamento possui um perfil financeiro apropriado para assumir as obrigações
Confirme se a pessoa que assumirá este novo financiamento possui um perfil financeiro apropriado para assumir as obrigações

[Ler mais …]

Saiba quais documentos você precisa apresentar para comprar o seu primeiro imóvel

Saiba quais documentos você precisa apresentar para comprar o seu primeiro imóvel

Comprar a casa própria é realmente uma grande conquista. Mas também é um momento que exige paciência para resolver os trâmites burocráticos. Segundo o gerente de vendas online da construtora MBigucci, Lucas Ocampo Striani, o primeiro passo é escolher o empreendimento e definir a forma de pagamento. “Depois disso, ele tem de apresentar os documentos pessoais e do cônjuge, se houver”, explica. São necessários RG, CPF, certidão de estado civil, comprovante de endereço, comprovante de renda e imposto de renda.

 

Procure informações
Procure informações

[Ler mais …]

Veja seis dicas para ter uma casa mais fresca

Dicas para ter uma casa mais fresca

Os dias quentes de verão estão cada vez mais escaldantes. E a tendência é que as temperaturas aumentem ano após ano. Para fugir do forno, preparamos algumas dicas que vão desde a escolha de revestimentos até a definição de objetos – como lâmpadas e cortinas – para garantir o conforto no seu lar.

cortinas

[Ler mais …]